Busca avançada
  1. Home
  2. Dor miofascial: o que é, como identificar e quais os tratamentos?
Dor miofascial: o que é, como identificar e quais os tratamentos?

Dor miofascial: o que é, como identificar e quais os tratamentos?

  • 29 de agosto de 2022
  • 0 Curtidas
  • 423 visualizações
  • 0 Comentários

O que é a dor miofascial?

A dor miofascial, é conhecida também como a síndrome miofascial, ela é um uma dor que afeta a região dos músculos e se manifesta a partir do momento em que um ponto específico do corpo é pressionado, o ponto atingido é chamado de ponto de gatilho, ele é um pequeno nódulo que aparece nos músculos, e que, quando é palpado, a pessoa pode sentir um ressalto e acaba resultando em uma dor no local que pode se expandir até outras partes do corpo.

Em grande parte dos casos, a formação de alguns pontos de gatilhos podem ter relação com muitos e diferentes fatores, como por exemplo a falta de postura, principalmente no trabalho, a prática de exercício em excesso, movimentos repetitivos ou por conta de pancadas, por exemplo.

Esse tipo de dor é a mais comum que ocorre na região das costas, dos ombros e do pescoço e pode ser tratado de maneira fácil por meio da realização de algumas atividades, como praticar alongamentos, fazer fisioterapia e ter algumas mudança de hábitos rotineiros para uma melhor qualidade de vida.

Como posso identificar?

Existem alguns sintomas de dor miofascial que podem provocar uma piora do quadro, por conta da realização de algum movimento ou de exercício físico, entretanto quando a lesão insiste em continuar por mais de 12 semanas podem surgir mais dores e desconforto até mesmo quando a pessoa está em posição de repouso.

Separamos abaixo alguns outros sinais e sintomas de dor miofascial, confira:

Elevação da tensão no músculo que foi afetado ou rigidez do músculo;
Redução na amplitude no momento de realizar movimentos;
Sentir dor e desconforto ao pressionar o ponto dolorido;
Presença de pontos duros nos músculos que podem ser sentidos através de um ressalto ao pressionar toda a banda muscular (pontos gatilho);
Contração do músculo ao inserir a agulha ou realizar a palpação transversa;
Alívio da dor ao realizar o alongamento do músculo.

O diagnóstico da dor miofascial é dado pelo especialista ou por um fisioterapeuta por conta da palpação e por fazer uma observação cuidadosa do local dolorido, entretanto, mesmo que não sejam necessários exames de imagem o fisioterapeuta pode solicitar que seja realizado alguns testes para que se possam evidenciar a síndrome dolorosa.

O que pode provocar a formação dos pontos de gatilho?

Existem diversos e diferentes fatores que podem causar a formação dos pontos de gatilho, eles podem ser tanto por conta de fatores psicológicos quanto por conta de alterações no organismo ou pode ser provocado também como consequência de pancadas, além de também estarem de forma direta relacionados com situações que são voltadas à atividade profissional realizada.

O estresse do dia dia, o cansaço em excesso, as alterações do sono e a tensão, também a postura e os movimentos repetitivos podem acabar levando à formação dos pontos de gatilho. Além disso, esses pontos podem se formar devido à pancada, alterações hormonais, falta de nutrientes no corpo, problemas musculares ou depois de realizar uma cirurgia, por exemplo.

Ao se formar um ponto de gatilho é importante buscar ajuda médica o quanto antes, para que se possa ser resolvido o problema o mais rápido possível.

Como tratar a dor miofascial?

O tratamento para a dor miofascial deve ser feito pelo médico ortopedista e pelo fisioterapeuta, eles devem ter como objetivo, conseguir um alívio da dor e do desconforto pelo uso de medicamentos, e exercícios como alongamentos e técnicas de liberação miofascial, que são realizadas nas sessões de fisioterapia.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário