Busca avançada
  1. Home
  2. Esteatose hepática: o que é e quais os sintomas?
Esteatose hepática: o que é e quais os sintomas?

Esteatose hepática: o que é e quais os sintomas?

  • 26 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 568 visualizações
  • 0 Comentários

O que é a esteatose hepática?

A chamada esteatose hepática ocorre quando há um acúmulo de gordura na região do fígado, essa é uma doença muito comum que pode ser provocada por diversos fatores de risco como por exemplo, a obesidade, a diabetes, o aumento do colesterol e também, o consumo deliberado e em grande quantidade de bebidas alcoólicas.

Apesar de em algumas situações, não existirem sintomas, é possível que algumas pessoas que carregam a doença começam a sentir dores do lado direito do abdômen, ou outros sinais como, barriga inchada, enjoos, vômitos e mal-estar geral. Caso demonstre algum desses sintomas, você deve realizar uma consulta com um médico hepatologista para que seja realizado exames para avaliar como está indo o funcionamento do fígado e qual o nível de gravidade da doença.

A gordura presente no fígado pode ser controlada por meio de mudanças na alimentação e na dieta e pela prática constante de exercício físico, sendo assim, é fundamental seguir o tratamento adequado para evitar que existam complicações maiores, como a cirrose, por exemplo.

Quais são os graus de esteatose hepática?

A gordura no fígado pode ser classificada diferentemente, a depender de qual seja a sua gravidade, separamos abaixo os graus de esteatose hepática, veja:

Grau 1, também chamado de Esteatose hepática simples: Nesse caso o excesso de gordura não é considerado nocivo para a saúde. Na maioria dos casos não existe qualquer sintoma e só se descobre o problema através de um exame de sangue ou exame de rotina;

Grau 2 ou Esteatose hepática não alcoólica: Além de existir um excesso de gordura, o fígado também sofre inflamações, podendo desencadear o surgimento de alguns sintomas como dor no lado direito do abdômen e barriga inchada;
Grau 3 ou Fibrose hepática: Existe gordura e inflamação que provoca por sua vez, algumas alterações no fígado e nos vasos sanguíneos que estão ao seu redor, entretanto o fígado ainda pode funciona normalmente;

Grau 4 ou Cirrose hepática: Esta é a fase mais grave da doença, ela acaba surgindo depois de anos de inflamação, ela é caracterizada por alteração em todo o fígado que provoca uma redução do seu tamanho e faz com que sua forma fique irregular. A cirrose pode evoluir para um câncer ou morte do fígado, sendo preciso assim, realizar um procedimento de um transplante de órgão.

Dessa forma, além de avaliar a quantidade de gordura que existe no órgão, também é de fundamental importância realizar uma verificação, para ter certeza de que não existe a presença de inflamação, pois ela é a principal responsável pela morte das células deste órgão.

Para avaliar a progressão da doença, o médico geralmente indica que se realize uma elastografia hepática, que é um exame rápido e sem dor e que é muito eficaz no acompanhamento da pessoa que tem uma doença hepática.

Esteja atento aos sintomas e procure um médico especialista para te ajudar caso demonstre-os, fique atento para sempre se consultar com profissionais qualificados e de confiança.

Quais os principais sintomas da esteatose hepática?

Geralmente durante os primeiros estágios da doença não existe nenhum tipo de sintoma e, por conta disso, a esteatose é muitas vezes descoberta de forma acidental , por exemplo, ao realizar exames para diagnosticar outras doenças.

Mas, quando se está nos estágios mais avançados, podem surgir dor no lado direito superior do abdômen, perda de peso sem explicação, cansaço e mal-estar geral, com enjoos e vômitos, por exemplo. No caso de cirrose, alguns outros sintomas e sinais também podem se fazer presentes, tais como, a pele e os olhos numa tonalidade amarelada, coceira no corpo e inchaço na barriga, nas pernas e nos tornozelos.

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário