Busca avançada
  1. Home
  2. Ferida na cabeça: o que pode ser e como tratar?
Ferida na cabeça: o que pode ser e como tratar?

Ferida na cabeça: o que pode ser e como tratar?

  • 15 de setembro de 2022
  • 0 Curtidas
  • 368 visualizações
  • 0 Comentários

Ferida na cabeça: o que pode ser e como tratar?

São muitas e diferentes as causas de feridas na cabeça, podem ter diversas explicações, como por exemplo uma foliculite, dermatite, psoríase ou simplesmente por conta de uma reação alérgica a produtos químicos, como tinturas ou químicas de alisamento, por exemplo, é bastante raro essa condição ter sido provocada ou causada por uma situação mais grave, como um câncer de pele por exemplo.

Para que se identifique a causa do problema, é recomendado que se procure um médico dermatologista, pois esse profissional poderá fazer uma avaliação do couro cabeludo e, caso houver necessidade, ele vai solicitar alguns exames para identificar qual o motivo da ferida e indicar o melhor tratamento de acordo com cada caso.

Dessa forma, normalmente, o tratamento é realizado com alguns cuidados especiais para o couro cabeludo, como por exemplo lavar de forma regular ou evitar prender o cabelo ou usar chapéus quando ainda estão molhados, além de ser indicado também o uso de xampus e de pomadas que vão servir para aliviar a inflamação e auxiliar no processo da cicatrização das feridas, como a base de antifúngicos ou corticoides, por exemplo.

Apesar de existirem diversas as causas de feridas na cabeça, separamos duas das principais dela, que incluem:

Dermatite seborreica:
Essa doença é também chamada de caspa ou de seborréia, ela é uma inflamação que atinge a pele e que acaba provocando a descamação, vermelhidão, ferimentos em forma de crosta amarelada e bastante desconforto e coceira que pode surgir na região do couro cabeludo ou em outras áreas como a face, as sobrancelhas, nas orelhas e nos cantos do nariz.

Mesmo que as suas causas não estejam totalmente esclarecidas, esta doença tem uma evolução crônica, e passa por períodos de melhora e de piora, mas não tem uma cura em definitivo. A dermatite seborreica pode ser provocada por fatores de estresse emocional, por conta de alergias, oleosidade do couro cabeludo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, alguns medicamentos e remédios ou pela infecção causada pelo fungo chamado de Pityrosporum ovale.

O que fazer?

É muito importante que se procure a ajuda de um dermatologista para que possa ser iniciado o processo de tratamento, controlar a formação de feridas e também para evitar a queda de cabelo, por fazer uso de xampus ou pomadas à base de antifúngicos, corticóides ou outros componentes como ácido salicílico, selênio, enxofre ou zinco.

Também é geralmente solicitado que se interrompa o uso de cremes e de pomadas capilares, pois isso é o que o deixa o cabelo mais oleoso, é importante também que se faça lavagens dos cabelos de forma mais frequente e evite usar chapéus e bonés.

Micose do couro cabeludo:
A micose mais conhecida que afeta o couro cabeludo é a chamada de Tinea capitis, ela é causada pelos fungos do gênero Trichophyton e Microsporum, e atingem de forma principal as crianças.

Os fungos da Tinea capitis afetam a haste e os folículos dos fios, e quase sempre provocam lesões circulares, descamativas, avermelhadas ou com crostas amareladas, que por sua vez causam a queda do cabelo na região em que foi afetada.

O que fazer?

O tratamento deve ser acompanhado e orientado pelo médico dermatologista, com antifúngicos como Griseofulvina ou a Terbinafina, tomados por cerca de 6 semanas. Além disso, xampus feitos à base de sulfato de selênio ou Cetoconazol podem auxiliar também no processo de eliminar a infecção.

É importante buscar ajuda médica com profissionais de qualidade e que estão prontos para te ajudar.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário