Busca avançada
  1. Home
  2. O que é taquicardia e quais os tratamentos?
O que é taquicardia e quais os tratamentos?

O que é taquicardia e quais os tratamentos?

  • 21 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 551 visualizações
  • 0 Comentários

O que é a taquicardia?

A taquicardia é quando ocorre uma elevação na frequência cardíaca, fazendo com que a frequência dos batimentos fique acima dos 100 batimentos por minuto, isso pode ocorrer em meio a uma prática intensa de atividade física, devido a um susto ou pode ser um sintoma de ansiedade, por exemplo.

Contudo, a taquicardia pode ser considerada também sinal de doenças cardíacas, de doenças pulmonares ou até mesmo de alterações da tireóide, como por exemplo a arritmia, e o embolismo pulmonar ou hipertireoidismo.

Em grande parte dos casos, a taquicardia provoca alguns sintomas como por exemplo a sensação do coração estar batendo muito rápido e a falta de ar, por exemplo e, mas na maioria das vezes que isso acontece, esse sintoma vai passar ou desaparecer de forma espontânea, mas, quando isso acontece de maneira frequente ou aparece juntamente com alguns outros sintomas, como por exemplo, febre ou desmaio, é fundamental que se consulte com um cardiologista, para que, dessa forma seja encontrada qual a causa e possa se iniciar o tratamento mais adequado e eficaz, que poderá envolver por exemplo o uso de medicamentos ou talvez uma cirurgia, em casos mais graves.

Quais os principais sintomas de taquicardia?

Os principais sintomas da taquicardia, aparecem por conta do aumento dos batimentos cardíacos por minuto, o que faz com que não haja o bombeamento de sangue rico em oxigênio para as regiões do corpo. Separamos abaixo alguns dos principais e mais comuns sintomas de taquicardia, são eles:

  • Sensação de elevação e aumento do ritmo dos batimentos cardíacos, mesmo que esteja em repouso;
  • Tonturas e vertigens;
  • Sensação de desmaio;
  • Palpitações cardíacas repentinas;
  • Sensação de falta de ar e cansaço.

De modo geral, os sintomas da taquicardia vão melhorando com o passar do tempo, no entanto caso esses sintomas se tornem frequentes ou caso surjam outros sintomas como, por exemplo, tosse seca e persistente, inchaço nas pernas e suor frio, é importante que um médico cardiologista seja consultado para que seja possível identificar a causa da taquicardia.

Para que se possa saber qual a possível causa da taquicardia, o cardiologista, não apenas avalia os sintomas, ele vai indicar que você faça um eletrocardiograma, que avalia o ritmo cardíaco, e o exame holter, que avalia o ritmo do coração ao longo do dia.

Quais as principais causas da taquicardia?
Em alguns casos, a taquicardia pode ser uma resposta normal dada pelo organismo, para situações como:

  • Emoções fortes, como susto, sensação de felicidade ou medo intenso;
  • Dor intensa;
  • Estresse ou ansiedade;
  • Exercício físico intenso;
  • Ataques de pânico ou fobias;
  • Efeito secundário de alimentos ou bebidas, como chá, café, álcool ou chocolate;
  • Consumo de bebidas energéticas;
  • Uso de tabaco.

Mesmo que frequentemente seja associada a situações normais do dia a dia, a taquicardia pode também ser um indicativo de doenças, podendo ocorrer por conta de:

  • Hipertireoidismo;
  • Pneumonia;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Tromboembolismo pulmonar;
  • Aterosclerose;
  • Doenças inflamatórias ou degenerativas do coração;
  • Doença pulmonar crônica;
  • Ataque cardíaco, entre outras.

Quais são os tipos de taquicardia?
A taquicardia tem vários tipos e pode ser classificada de formas diferentes, separamos abaixo, os principais tipos de taquicardia, confira:

Taquicardia sinusal: é aquela que tem origem no nó sinusal, que são células específicas do coração;
Taquicardia ventricular: é a taquicardia que tem origem no ventrículo, que é a parte de baixo do coração;
Taquicardia atrial: é a que se origina no átrio, que se encontra localizado na parte de cima do coração.

Mesmo existindo diversos tipos de taquicardia, todas causam sintomas parecidos, sendo, por conta disso, necessário fazer um exame de eletrocardiograma, para ser feita análises de sangue, ecocardiograma ou angiografia coronária para que seja possível identificar o tipo de taquicardia e, assim, ser indicado o tratamento mais adequado.

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário