Busca avançada
  1. Home
  2. Peito escavado: o que é e por que acontece?
Peito escavado: o que é e por que acontece?

Peito escavado: o que é e por que acontece?

  • 12 de setembro de 2022
  • 0 Curtidas
  • 421 visualizações
  • 0 Comentários

Peito escavado: o que é, e porque acontece?

A doença chamada de peito escavado, é conhecida cientificamente como pectus excavatum, e consiste em ser uma malformação congênita em que o osso do esterno causa uma depressão na região do meio do peito, localizado entre as costelas, e provoca assim uma alteração da imagem do corpo que, mesmo que não traga nenhum tipo de risco para a vida, pode causar dificuldades para o desenvolvimento da auto-estima ou pode provocar algum tipo de alteração psicológica no caso das crianças.

O peito escavado pode causar algumas complicações severas, como por exemplo, a compressão dos órgãos da região, o que eleva assim o risco de desenvolver uma infecção no trato respiratório e causa dificuldade para respirar, fazendo com que dificulte assim a prática de exercício físico e cause bastante dor.

A única maneira para realizar a correção de maneira definitiva para o peito escavado é por realizar um processo cirúrgico para fazer o processo de recolocar os ossos no local correto, por conta disso, este procedimento é indicado de modo especial nos casos em que surgem sintomas ou sinais.

Como identificar o peito escavado?

O peito escavado pode ser percebido por conta de uma depressão na região central do peito, o que pode variar de acordo com qual é a gravidade da depressão. Esta malformação pode ser notada também em outras condições, como por exemplo, na síndrome de Marfan, síndrome de Noonan, síndrome de Poland e osteogênese imperfeita.

Mesmo que o problema possa ser identificado logo depois do nascimento da criança, em grande parte dos casos se tem uma piora ao passo em que a criança se desenvolve e, por conta disso, o tratamento normalmente só é solicitado depois da adolescência, para que se possa reduzir os riscos desse problema voltar a aparecer novamente.

É fundamental que se tenha uma consulta com um ortopedista ou com um médico clínico geral para que possa ser feito um exame de imagem que permita ter um diagnóstico concreto e, dessa forma, ser possível dar início ao tratamento mais adequado.

Por que acontece o peito escavado?

Ainda não se tem um conhecimento de qual é a causa do aparecimento do peito escavado, contudo, é mais comum ocorrer em meninos e em pessoas que já têm um histórico familiar de malformação, e geralmente estar relacionado com o crescimento elevado da cartilagem que realiza o ligamento das costelas ao osso esterno.
Mesmo não trazendo riscos para a vida da criança, o peito escavado pode manifestar-se até à adolescência e provocar alguns sinais e sintomas como por exemplo palpitações, tosse, sensação de pressão no peito e infecções das vias respiratórias.

Como é feita a cirurgia do peito escavado?

A cirurgia que tem como finalidade corrigir o peito escavado pode ser realizada de duas maneiras distintas, a depender de qual a gravidade e a idade do paciente. Contudo, nos dois casos ele é feito com anestesia geral e é necessário que o paciente fique internado cerca de 1 semana.
As duas formas de cirurgia do peito escavado, são:

Cirurgia aberta ou de Ravitch:
Esse é um procedimento usado no caso dos adultos, em casos moderados a graves, em que o tórax esteja rígido e muito assimétrico e é um processo que dura um período entre 4 a 6 horas. Nesta técnica é realizado um corte na posição horizontal no peito para realizar a remoção da cartilagem anormal que liga as costelas ao osso do esterno, permitindo assim que o osso regresse à sua posição correta. Após isso são colocados materiais cirúrgicos para conseguir manter o peito na posição correta;

Cirurgia minimamente invasiva ou de Nuss:
Normalmente é feita no caso de crianças e nos casos leves a moderados e dura um período de mais ou menos entre 1 a 2 horas. Nesta técnica são realizados dois pequenos cortes por baixo da axila e após isso é inserida uma barra de metal entre um corte e outro, de forma a empurrar o esterno para fora até a posição correta.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário