Busca avançada
  1. Home
  2. Queimação na garganta: quais as causas e tratamentos?
Queimação na garganta: quais as causas e tratamentos?

Queimação na garganta: quais as causas e tratamentos?

  • 6 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 507 visualizações
  • 0 Comentários

Queimação na garganta: quais as causas e tratamentos?

A sensação de queimação na garganta pode ser a mesma de estar engolindo um arame farpado em chamas. Quando a crise está aguda, nem mesmo água é capaz de amenizar o incômodo. Pelo contrário, pode até mesmo piorar os sintomas.

Mas, por que esses sintomas aparecem? e como evitar esse tipo de problema? É isso que vamos falar neste artigo!

Quais as causas da queimação na garganta?

Secura e queimação na garganta são, para os gastroenterologistas, sinais de problemas em outro órgão, o estômago.

Cerca de 1 em cada 5 pessoas sente queimação na garganta, o que pode ser sinal de intensificação da azia, que muitas vezes pode ser um sintoma relacionado ao refluxo. Se você é um entre os 5 com esses sintomas, não se preocupe; a grande maioria dos casos pode ser controlada com medidas fáceis como melhorar a alimentação e adotar hábitos saudáveis .

Outra sensação desagradável é a regurgitação com o retorno de um líquido de gosto ruim que chega ao estômago sem que a pessoa faça nenhum esforço para vomitar.

Se os sintomas acima ocorrerem uma ou duas vezes por mês e estiverem ligados ao consumo de alimentos com alto teor calórico, não há necessidade de se preocupar. Mas o recomendado seria limitar os excessos ao consumir esse tipo de alimento e evitar adormecer após se alimentar.

No entanto, se a azia ou queimação ocorrer mais de uma vez por semana, principalmente na hora de dormir, é hora de procurar um gastroenterologista, especialista em doença do refluxo gastroesofágico para uma avaliação mais completa.

Descubra 3 das principais causas de azia, ou queimação:

Fumo:
As substâncias químicas do cigarro, aumentam o relaxamento da musculatura do esôfago. Desta forma, quando a musculatura do esôfago está relaxada, o suco gástrico retorna em direção ao esôfago, causando a azia.

Bebidas com cafeína:
A ingestão de bebidas com cafeína, também pode causar os sintomas de azia. Isso acontece porque a cafeína aumenta o relaxamento da musculatura do esôfago, favorecendo o retorno do suco gástrico para o esôfago.

Grandes volumes de alimentos:
Consumir grandes volumes de alimentos durante as refeições também pode causar a azia, pois quando o estômago fica muito cheio e distendido, dificulta o fechamento do esfíncter esofágico, facilitando o retorno da comida para o esôfago e garganta.

Quando procurar um médico em caso de queimação na garganta?
Nos casos de garganta queimada, existem duas situações em que se recomenda a consulta médica.

Uma é quando o problema persiste e se agrava com o tempo, indicando uma condição conhecida como refluxo laringofaríngeo. Por estar lidando com uma situação mais séria, ele pode causar mais do que apenas uma sensação de acidez e mal-estar, como mudanças na voz.

O segundo cenário é quando a queimação está atrelada a fatores de risco, como os listados acima. Como resultado, se uma pessoa está acima do peso, bebe bebidas alcoólicas, fuma ou está grávida, a ajuda médica é recomendada.

Nunca é tarde para lexmbrar que a automedicação é contra indicada, pois seus efeitos só podem ser paliativos quando o problema não se agrava

Queimação na garganta em grávida, é normal?
Sim, é bastante típico, e a principal causa desse problema são as alterações anatômicas pelas quais toda gestante deve passar.

Por exemplo, com o desenvolvimento do bebê, o estômago, como outros órgãos, se desloca, e todo o fluxo gástrico é alterado. Em decorrência do refluxo, as gestantes frequentemente apresentam problemas como azia, inchaço, arrotos e queimação no estômago.

Vale a pena notar que os problemas gastrointestinais geralmente pioram após a 26ª semana de gravidez, mesmo em mulheres que já apresentavam os sintomas antes.

Mesmo que não seja uma condição grave ou represente risco para o bebê, é possível que o médico prescreva medicamentos para aliviar o desconforto.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário