Busca avançada
  1. Home
  2. Síndrome de tietze: conheça mais sobre ela!
Síndrome de tietze: conheça mais sobre ela!

Síndrome de tietze: conheça mais sobre ela!

  • 15 de setembro de 2022
  • 0 Curtidas
  • 369 visualizações
  • 0 Comentários

O que é a síndrome de Tietze?

A síndrome de Tietze que assim como a costocondrite consiste em uma inflamação que atinge a região das cartilagens que fazem a ligação das costelas ao osso esterno, que é um osso que fica localizado no meio do peito e tem como função realizar a sustentação da clavícula e da costela.
Essa inflamação pode ser notada por conta da dor encontrada no centro do peito, cuja intensidade aumenta ou diminui ao passo que se realiza alguns movimentos corporais que envolvem o tronco, como por exemplo respirar fundo ou olhar para trás. Em grande parte dos casos, essa dor pode até ser sentida como uma sensação de pressão ou aperto no peito, que pode acabar sendo confundida com um infarto.

A costocondrite é uma inflamação muito comum, mas apesar disso não é grave, e geralmente não é necessário passar por um processo de tratamento, já que desaparece de maneira natural. Entretanto, caso a dor piore ou se mantenha por muito tempo ou por algumas semanas, é solicitado que você tenha uma consulta com um especialista clínico geral, que pode recomendar o uso de algum medicamento analgésico ou anti-inflamatório para melhorar os sintomas.

Quais os principais sintomas da costocondrite?

O principal sintoma da costocondrite é a dor que atinge o peito, muitas vezes descrita como uma dor aguda, fina ou sentida como uma pressão, e que pode ter sua intensidade aumentada de acordo com a realização dos movimentos.

A dor é na maioria das vezes limitada a uma determinada região, principalmente localizada no lado esquerdo, mas pode irradiar para outros locais do corpo, como por exemplo, até as costas e para o abdômen.

Separamos abaixo alguns outros sintomas da costocondrite, são eles:

  • Sentir dor ao tossir;
  • Dor ou desconforto ao respirar;
  • Dificuldade para respirar e falta de ar;
  • Sensibilidade da região à palpação.

Em condições normais, as cartilagens das costelas permitem os movimentos dos pulmões durante o processo de respiração,e quando se está em condições de inflamação este simples movimento se torna algo doloroso e desconfortável.

Quais as possíveis causas da costocondrite?

Mesmo não havendo uma causa específica para a costocondrite, determinados movimentos ou algumas situações que envolvem o tronco podem favorecer o aparecimento dessa inflamação, como por exemplo:

  • Tosse;
  • Artrite;
  • Má postura;
  • Trauma ou lesão sofrido na região do tórax;
  • Atividade física feita de forma errada ou muito pesada;
  • Respirar profundamente;
  • Espirros constantes;
  • Fibromialgia.
  • Pressão no peito, como a causada pelo cinto de segurança em freada brusca, por exemplo;

Em casos de gravidade mais elevada a costocondrite pode estar associada a outras doenças, como por exemplo tumores na região do tórax, nesses casos pode haver dificuldade de respirar e engolir alimentos, a pessoa passa também por perda de peso, cansaço extremo, fadiga, rouquidão e dor na região torácica.

Nas fases mais avançadas da gravidez a mulher pode sentir algum desconforto na região do tórax que pode acabar em algo pior por conta esforços e acaba resultando em falta de ar. Isso acontece por conta da compressão dos pulmões pelo útero ter um tamanho maior.

Como identificar a síndrome de Tietze?

A síndrome de Tietze diversas vezes é confundida com a costocondrite, pelo fato de ser uma doença também caracterizada por dores na região do peito por conta da inflamação das cartilagens torácicas. O que faz com que possamos diferenciar essas duas condições é, de modo principal, o inchaço da articulação que foi atingida, que acontece no caso da síndrome de Tietze.

A síndrome de Tietze não é tão comum como a costocondrite que aparece em igual frequência entre homens e mulheres, e pode surgir também em adolescentes e adultos jovens e é caracterizada por uma lesão que ocorre em um único lado e vem acompanhada por um inchaço da região. As possíveis causas, o diagnóstico e o tratamento da síndrome de Tietze são os mesmos que para a costocondrite.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário