Busca avançada
  1. Home
  2. TPH: Transtorno de personalidade histriônica, conheça mais!
TPH: Transtorno de personalidade histriônica, conheça mais!

TPH: Transtorno de personalidade histriônica, conheça mais!

  • 26 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 581 visualizações
  • 0 Comentários

O que é o TPH?

O chamado transtorno de personalidade histriônica (TPH), é caracterizado por um excesso de emocionalidade e necessidade de atenção. Essa doença é parecida com o transtorno de personalidade borderline, as pessoas que convivem com estas condições são demasiadamente apegadas às outras pessoas e podem se sentir bastante vulneráveis pelo fato de se sentirem rejeitadas e indiferentes.

A autoestima das pessoas que convivem com a TPH vai variar dependendo da aprovação do meio onde ela estiver, por conta disso, essas pessoas fazem de tudo para se sentirem notadas e receberem elogios. Por isso elas são pessoas altamente sugestionáveis. Muitas das vezes essas pessoas podem agir de forma submissa ou se colocam em posições desagradáveis para conseguir a aprovação das pessoas que estão ao seu redor.

Uma outra característica bastante acentuada com relação a esse transtorno é, elas demonstrarem um comportamento extrovertido e dramático. As pessoas que têm TPH geralmente se portam de forma exuberante e se entristecem quando os seus esforços não recebem o reconhecimento esperado dela mesmo.

Esta conduta exuberante envolve diversas atitudes excêntricas e não adequadas, essas, algumas vezes podem até mesmo ir contra as normas de conduta prescritas pela sociedade. Por exemplo, usar a aparência ou beleza física para agir de uma maneira exageradamente sedutora tendo como a sua intenção chamar a atenção de terceiros.

Esta condição é diagnosticada de forma mais frequente em mulheres, de acordo com dados de estudos realizados. Entretanto, a prevalência não é de forma elevada, atingindo assim menos de 2% da população. Ele normalmente ocorre ao mesmo tempo que alguns outros transtornos de personalidade.

Quais os principais sintomas do TPH?

Os primeiros sintomas geralmente costumam aparecer logo na fase inicial da vida adulta. Para que se possa ser considerado um transtorno de personalidade histriônica, o paciente precisa apresentar , ao menos, cinco ou mais dos seguintes sintomas que separamos abaixo, veja:

Se sentir desconfortável ao passar por situações em que não é o centro das atenções;
Se comportar de forma excessivamente sedutor ou sensual;
Mudança rápida na sua conduta;
Superficialidade na expressão das emoções;
Não conseguir controlar as emoções;
Usar a aparência física para conseguir chamar a atenção;
Se expressar e se portar de forma bastante dramática;
Ser facilmente influenciado pelos outros, pelas tendências da moda e pelas situações;
Ansiedade;
Percepção que os relacionamentos são mais íntimos do que a realidade;
Uso de roupas inadequadas para determinados ambientes, como o trabalho;
Múltiplos parceiros sexuais ou interesses românticos;
Carência afetiva; e outros.

As pessoas que sofrem com TPH não costumam realmente saber de todos os seus comportamentos. Dessa forma, essas pessoas não entendem o porquê das suas ações ou de suas palavras não trazerem o resultado esperado e a partir daí acabam se frustrando.

Pessoas que acham que têm os sintomas que foram falados acima devem buscar a ajuda de um psicólogo. Em alguns casos o diagnóstico pode não ser transtorno de personalidade histriônico, mas, sim, carência afetiva ou necessidade de uma melhor autoestima. Para que se tenha certeza e cesse o sofrimento emocional, contudo, é necessário realizar uma consulta com um profissional.

Para isso busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

Como o TPH pode acabar afetando a vida das pessoas?

A grande maioria das pessoas que têm esta condição consegue ter uma vida profissional e social tranquila, mesmo que, às vezes, elas tenham relacionamentos afetivos bastante turbulentos. Como por exemplo, às vezes os cônjuges não entendem o motivo de a pessoa ter a necessidade de tanta atenção ou se comportar de modo esdrúxulo, por isso podem facilmente acabar perdendo a paciência e terminar o relacionamento.

Deixe o seu comentário