Busca avançada
  1. Home
  2. Útero aumentado: quais as principais causas?
Útero aumentado: quais as principais causas?

Útero aumentado: quais as principais causas?

  • 5 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 572 visualizações
  • 0 Comentários

Útero aumentado: quais as principais causas?

As principais causas de aumento uterino são: a presença de adenomiose, miomas e tumores. No entanto, é importante saber que devido às condições normais, o tamanho do útero pode variar ao longo da vida da mulher. A gravidez e a menopausa são uma das mudanças hormonais naturais no corpo da mulher que fazem com que o útero aumente.

O que é adenomiose?
A adenomiose ocorre quando o tecido que reveste o revestimento do útero (endométrio) cresce no tecido muscular uterino. Apesar de causar aumento do volume uterino, a adenomiose não evolui para câncer.

Os sintomas da adenomiose (útero aumentado) incluem: longos períodos menstruais, sangramento intenso, cólicas menstruais intensas, dor durante o sexo, dor pélvica, sangramento extramenstrual, dificuldade para engravidar (em alguns casos).

Como tratar a adenomiose?

O tratamento e o alívio da dor é feito com analgésicos e contraceptivos orais. Para o tratamento correto e definitivo da adenomiose, é necessário passar por uma avaliação por um ginecologista. Em casos mais graves, a remoção do útero através da histerectomia pode ser necessária.

O que são os miomas uterinos?

Os miomas são tumores uterinos benignos que se formam a partir do tecido muscular. Afetam principalmente as mulheres durante a fase reprodutiva da vida, ou seja durante o período que menstruam e podem engravidar. O motivo não é conhecido, mas sabe-se que seu crescimento depende de fatores hormonais e diminui de tamanho após a menopausa. Eles podem ser únicos ou múltiplos, desde números muito pequenos a números enormes.

A grande maioria dos miomas não causam sintomas, porém, alguns causam aumento do fluxo menstrual, muitas vezes com coágulos, o que pode levar à anemia. Outro sintoma importante é o aumento do volume abdominal.

Ocasionalmente, mulheres magras podem parecer grávidas devido ao aumento da barriga causado pelo crescimento dos miomas; dor pélvica é outro sintoma comum; sintomas de compressão como micção frequente, retenção urinária, constipação e compressão dos vasos sanguíneos pélvicos podem ocorrer, causando varizes e inchaço das pernas; em casos raros, os miomas podem causar infertilidade. Os miomas podem ocupar qualquer parte do útero e, quanto mais próximos do centro, maior a probabilidade de causar sangramento e dificultar a gravidez, levando ao aborto espontâneo.

O diagnóstico pode ser feito pelo exame físico, mas a ultrassonografia pélvica transvaginal pode confirmar o diagnóstico e excluir outras lesões.

O tratamento deve ser individualizado, dependendo da presença ou ausência de sintomas e leva em consideração a idade da paciente. Em andamento, o crescimento de miomas deve ser controlado. O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico: miomectomia (remoção apenas de miomas) ou histerectomia (remoção de todo o útero).

Saiba um pouco mais sobre o câncer de útero:

É um tumor que se desenvolve como resultado de alterações no revestimento do útero e é encontrado no fundo vaginal. Essas alterações são conhecidas como lesões precursoras e são completamente curáveis ​​na grande maioria dos casos. No entanto, se não forem tratados, eles podem se transformar em câncer depois de muitos anos.

Lesões precursoras ou câncer em seus estágios iniciais não apresentam sintomas ou sinais, mas à medida que a doença progride, podem aparecer sintomas como sangramento vaginal, corrimento e dor, mas nem sempre nessa ordem. Nessas situações, o melhor é procurar uma unidade médica para esclarecer dúvidas, investigar sintomas ou sinais e, se necessário, iniciar o tratamento.

Você pode entrar em contato com a unidade médica mais próxima através da unicallmed!

Qual o tamanho normal de um útero?

O tamanho do útero em uma mulher adulta pode variar de 50 a 90 cm e pode ser medido durante uma ultrassonografia abdominal e transvaginal.

Se notar anormalidades como menstruação irregular, menstruações longas e dolorosas, pressão ou peso na parte inferior do abdômen, consulte um ginecologista para determinar a causa e o melhor tratamento.

Nós te ajudamos a encontrar a melhor ginecologista mais próxima a você!

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário