Busca avançada
  1. Home
  2. Tudo que você precisa saber sobre o saco gestacional!
Tudo que você precisa saber sobre o saco gestacional!

Tudo que você precisa saber sobre o saco gestacional!

  • 19 de setembro de 2022
  • 0 Curtidas
  • 375 visualizações
  • 0 Comentários

O que é saco gestacional?

O saco gestacional é a primeira estrutura formada no início da gravidez que envolve e abriga o bebê e é responsável por formar a placenta e a bolsa amniótica para o bebê crescer de forma saudável, estando presente até aproximadamente a 12ª semana de gestação.
O saco gestacional pode ser visualizado por ultrassom transvaginal por volta da 4ª semana de gestação e fica localizado na parte central do útero, medindo de 2 a 3 milímetros de diâmetro, sendo um bom parâmetro para confirmação da gravidez.

O que é o descolamento de saco gestacional?

Embora seja um tanto óbvio pelo seu nome, o descolamento do saco gestacional pode não ser na prática efetivamente um descolamento. Na verdade o descolamento do saco gestacional tem um nome complexo na medicina, hematoma subcoriônico.

O descolamento do saco gestacional é nada mais do que um acúmulo de sangue entre o saco e a parede onde ele estaria fixado. A gravidade deste episódio pode levar ao aborto espontâneo.

Quando se forma o saco gestacional?

Logo após a fecundação há a formação do blastocisto, um conjunto de células que vai se dividir em duas partes, uma que formará o embrião e outra o saco gestacional e as demais estruturas necessárias para o crescimento do bebê durante as 40 semanas de gestação. O saco gestacional aparece entre a quarta e quinta semanas de gravidez, mais ou menos quando o beta HCG — hormônio da gravidez — atinge os níveis de 3 mUI no sangue.

No entanto, ele é visível apenas a partir da 6ª semana de gestação. Ao se fazer o ultrassom transvaginal nessa fase da gravidez, será possível visualizar o saco gestacional e dentro dele a vesícula vitelínica, uma estrutura temporária responsável por nutrir, levar oxigênio e sangue ao embrião até que a placenta seja completamente formada e esteja madura para assumir essa função.

Até essa fase o embrião é microscópico e apenas poderá ser visualizado a partir da 5ª semana, mas muitas vezes pode aparecer apenas na 7ª semana. Por isso, os obstetras preferem aguardar até a 8ª semana para solicitar o primeiro ultrassom de avaliação da gravidez, para ter um prognóstico mais seguro sobre o desenvolvimento da gestação.

O saco gestacional dará suporte ao desenvolvimento do bebê ao longo de todo o primeiro trimestre ou 12ª semana de gravidez.

Quais os sintomas do descolamento do saco gestacional?

O deslocamento pode ter graus, dependendo da sua gravidade os sintomas podem ser mais intensos porém basicamente são parecidos de mulher para mulher.

Dores abdominais e cólicas intensas ou suaves
Sangramento vermelho vivo ou marrom

Qual é o tratamento para o descolamento do saco gestacional?

Não existe um tratamento específico. Na maioria dos casos o sangramento irá parar espontaneamente e em algumas semanas o hematoma retrocoriónico irá desaparecer. O internamento hospitalar não é necessário na maioria das vezes pois o sangramento não é volumoso.

Nos casos onde o sangramento for muito volumoso o médico poderá internar a paciente. Não existe remédio para “cortar” ou sangramento ou mesmo evitar o abortamento. Alguns médicos podem prescrever remédios para ajudar a diminuir os sintomas como cólicas ou mesmo progesterona. Apesar da falta de progesterona ser uma das causas de abortamento, sabemos hoje que usar progesterona em uma ameaça de abortamento aparentemente não reduz os riscos de perder a gravidez.

Eventualmente seu médico poderá recomendar repouso absoluto, entretanto também não se tem certeza se esta medida poderá alterar a evolução natural do problema. Apesar do repouso ser amplamente recomendado ainda não se tem certeza sobre a influência dele no risco de aborto.

Busque sempre a ajuda de profissionais qualificados e eficazes que vão estar prontos e dispostos para te ajudar, conte com a Unicallmed para te ajudar!

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário