Busca avançada
  1. Home
  2. Caroço na cabeça: saiba as 5 principais causas
Caroço na cabeça: saiba as 5 principais causas

Caroço na cabeça: saiba as 5 principais causas

  • 21 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 508 visualizações
  • 0 Comentários

Caroço na cabeça, o que pode ser?

O surgimento do caroço na cabeça em geral, não apresenta muita gravidade e pode ser tratado de formas simples, muitas das vezes, são tratadas apenas por meio de medicamentos para aliviar a dor e observação do progresso do caroço. No entanto, caso seja notado que exista o aparecimento de mais caroços ou que houve um aumento no tamanho, é importante buscar ajuda de um médico, pois isso pode significar uma condição mais grave, necessitando assim de um tratamento mais específico, como de uma infecção ou de um câncer, por exemplo.

A presença do caroço na cabeça normalmente não vem acompanhada de sintomas, contudo ele pode causar muito incômodo, principalmente ao pentear os cabelos, por exemplo, o que pode passar de uma coisa simples para uma ação bastante dolorosa.

Outra coisa importante é conversar sempre com os especialistas que estão acompanhando a criança e procurar orientações para saber o que pode ser feito em situações como essas.

Procure sempre profissionais qualificados e eficazes, que vão te proporcionar o suporte e apoio necessário em qualquer situação, para isso, conte com a Unicallmed para te ajudar a encontrar esses profissionais da saúde!

O surgimento do caroço na cabeça pode ser devido a inúmeras causas ou situações, como por exemplo, a dermatite, a seborreica, o cisto sebáceo e até mesmo a urticária, e o diagnóstico é definido pelo dermatologista a partir da observação do caroço e também das características do couro cabeludo.

Separamos abaixo algumas das 05 principais causas de caroço na cabeça, são elas:

1. Dermatite seborreica:
A dermatite seborreica é a principal e mais comum causa de caroço na cabeça, ela se caracteriza pelo aparecimento de uma crosta grossa amarela ou esbranquiçada no couro cabeludo que geralmente provoca coceira e incômodo. A área ao redor do caroço normalmente é macia e provoca dor quando tocada.

O que fazer: De modo geral o tratamento que deverá ser realizado é recomendado pelo dermatologista, geralmente será recomendado o uso de shampoos ou de pomadas contendo antifúngicos ou corticoides, além de ser indicado a lavagem da cabeça de um modo frequente e do não uso de géis, bonés ou sprays de cabelo.

2. Pancada na cabeça:
Normalmente as pancadas na cabeça podem provocar o surgimento de caroços, que são por sua vez, indicativos de que o corpo está lutando para se recuperar da lesão sofrida. Lesões mais traumáticas, como as que ocorrem por conta de acidentes de carro, por exemplo, podem causar o surgimento de caroços maiores, mais dolorosos e também sangramentos.

O que fazer: Depois de levar uma pancada na cabeça, é fundamental ir a uma emergência médica de imediato para que se possa fazer exames de imagem que vão permitir a visualização do crânio e a detecção de sinais de hemorragias, por exemplo. No entanto, os caroços que surgem na cabeça após pancadas normalmente não apresentam riscos e desaparecem após poucos dias.

3. Cisto sebáceo:
O cisto sebáceo na cabeça corresponde a um caroço, que está cheio de líquido, ele aparece por conta da obstrução dos poros com sujeira, poeira ou até mesmo a oleosidade natural da pele e do cabelo. A presença de cisto na cabeça pode provocar dor quando a pessoa lava e penteia os cabelos, por exemplo.

O que fazer: O tratamento do cisto sebáceo de modo geral é feito por meio de processos cirúrgicos e, mesmo que na grande maioria dos casos seja benigno, parte do cisto é enviado ao laboratório para que seja feita uma biópsia.

4. Foliculite:
A foliculite no couro cabeludo é mais difícil ou improvável de acontecer, mas pode ser provocada devido ao desenvolvimento de fungos ou de bactérias na raiz dos fios do cabelo, causando assim o aparecimento de caroços. Em casos de maior gravidade, pode haver a perda de cabelo na região, sendo denominada foliculite decalvante ou dissecante.

O que fazer: O tratamento para a foliculite no couro cabeludo pode ser feito a partir do uso de shampoos anti fúngicos, como por exemplo, o Cetoconazol, ou com a aplicação ou tomada de antibióticos, como a Mupirocina ou Cefalexina, de acordo com a orientação que será passada pelo dermatologista e agente causador da foliculite.

5. Urticária:
A urticária é uma reação alérgica que geralmente acomete a pele, e pode ser observada pelo aparecimento de manchas vermelhas que coçam e causam um inchaço no local. No entanto, os sintomas da urticária também podem ser notados na cabeça, por meio do aparecimento de pequenos caroços que costumam incomodar e coçar bastante.

O que fazer: O tratamento da urticária é feito de acordo com a orientação passada pelo dermatologista e, na maioria das vezes, é feito com medicamentos antialérgicos, como a Loratadina, por exemplo, ou corticoides orais, como a Prednisona, que vão auxiliar no alívio da coceira e do inchaço.

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário