Busca avançada
  1. Home
  2. Meltdow: entenda o que é isso!
Meltdow: entenda o que é isso!

Meltdow: entenda o que é isso!

  • 26 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 578 visualizações
  • 0 Comentários

Meltdown: entenda o que é isso:

Meltdown são consideradas crises de ‘explosão’ emocional ou a perda temporária do controle das emoções. As ocorrências podem variar podendo dessa forma surgir gritos e algumas agitação em excesso e estereotipias. E, em alguns casos mais graves, essas crises podem ocasionar a agressividade.

Por isso, o autista pode acabar tendo reações como se morder, se beliscar, bater a cabeça contra a parede e agir de forma agressiva com as pessoas que estão próximas. Em grande parte dos casos, eles vão estar relacionados a algum tipo de frustração, estresse, mudança na rotina ou hiperestimulação.

Ao passar por uma crise, a criança não tem um domínio sobre suas ações. Algo que pode ajudar, são os pais e os cuidadores minimizarem as sensações do lugar onde a criança está, e sempre está atento para não deixar que a criança se machuque.

De forma resumida, podemos dizer que o meltdown é quando ocorre uma crise fora. Isso quer dizer, uma crise explosiva, fácil de reconhecer, com sinais claros de que o autista está se sentindo incomodado. O meltdown é um colapso. Mas, a crise pode acontecer para dentro, ou seja de forma silenciosa, isso é chamado de shutdown. Em casos assim, acontece um “desligamento” temporário.

Como evitar uma crise de meltdown?

Os pais e responsáveis da criança podem evitar certas atividades ou alguma situações que possam provocar essas crises sensoriais, é importante também ficar atento aos sinais de alerta. Conhecer o autista é muito importante para que se possa entender o que geralmente provoca essas crises e manifestações.

Os sinais de alerta que geralmente afetam crianças com autismo envolvem ansiedade ou confusão. A criança pode parecer mais preocupada, inquieta ou instável. Em situações de estresse, ela pode sinalizar que não está se sentindo confortável e pode pedir para ir para casa.

Ao passar por uma crise, é muito importante que os pais mantenham a calma e lembrem-se de que a criança ou jovem autista deve estar em um lugar seguro. O recomendado é levá-lo para um local mais tranquilo, não deixá-lo próximo onde teve a estimulação que pode ter causado a sobrecarga, até que acabe a crise.

É importante também que sempre que for sair, tenha uma organização e planejamento para saber o que vai ajudar a criança a enfrentar situações estressantes. Pode ser necessário levar alguns brinquedos ou objetos para que possa acalmar a criança.

Outra coisa importante é conversar sempre com os especialistas que estão acompanhando a criança e procurar orientações para saber o que pode ser feito em situações como essas. Procure sempre profissionais qualificados e eficazes, que vão te proporcionar o suporte e apoio necessário em qualquer situação, para isso, conte com a Unicallmed para te ajudar a encontrar esses profissionais da saúde!

Meltdown no autismo: entenda sobre os colapsos nervosos:

Os colapsos são, na maioria das vezes, resultado de momentos e situações que enviam muitos estímulos a um autista. Ademais, esses estímulos podem acabar criando níveis ainda maiores de ansiedade. A sensação de quem convive com um meltdown é, de que de nenhuma forma ela vai conseguir escapar daquela sensação. Por conta disso, os autistas criam suas próprias maneiras de combater essas sensações, com reações diversas.

Em muitos casos é comum que os colapsos ocorram por conta de acessos de raiva ou de ataques de pânico muito agressivos. E muitas das vezes a raiva é apenas uma resposta do corpo, uma reação aos estímulos ruins.

Meltdown pode se transformar em Shutdown?

Esses colapsos podem, também, acontecer antes dos desligamentos, ou seja, o meltdown acaba se transformando em shutdown.

Quando acontece alguma ocasião de estresse, o autista pode iniciar com demonstração clara de estresse e depois simplesmente “congelar”.

Mas você deve lembrar que, ainda que o autista interrompa o acesso de raiva para dar lugar ao shutdown, isso não quer dizer que os níveis de estresse reduziram. Mas isso pode indicar o início de uma recuperação.

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário