Busca avançada
  1. Home
  2. O que é a leucocitose?
O que é a leucocitose?

O que é a leucocitose?

  • 21 de julho de 2022
  • 0 Curtidas
  • 491 visualizações
  • 0 Comentários

Saiba mais sobre a Leucocitose!

A leucocitose é considerada uma condição onde o número de glóbulos brancos presentes no sangue em um nível mais elevado do que o normal, que no caso dos adultos é de até 11.000 por mm 3.

Uma vez que a função destas células é combater infecções e auxiliar no processo de trabalho do sistema imune, o seu aumento comumente indica que existe um problema que o corpo está tentando combater e, dessa forma, pode ser por exemplo o sinal de alguma infecção.

Quais são os tipos de leucocitose?

Os leucócitos são um grupo que abrange diversos tipos de glóbulos brancos e, por conta disso, o aumento desses glóbulos pode ocorrer em apenas um desses tipos de células. Separamos abaixo, os 5 tipos principais de leucocitose, veja:

Neutrofilia: A neutrofilia significa o aumento dos neutrófilos, que geralmente acontece por conta do excesso de estresse, exercícios físicos feitos de forma exagerada, diabetes ou algumas infecções;

Linfocitose: A linfocitose consiste na elevação do número de linfócitos e é considerado um dos tipos mais comuns, surgindo muitas das vezes em casos de infecções recorrentes como a gripe ou alergia, por exemplo;

Monocitose: A monocitose ocorre quando existe uma elevação do número de monócitos e é uma alteração que ocorre de forma mais rara, e pode até mesmo indicar infecções crônicas como a tuberculose, o colite ou até mesmo a leucemia;

Eosinofilia: A eosinofilia é um aumento no número de eosinófilos e geralmente é mais comum em casos de alergias ou infecções causadas por parasitas ou por fungos;

Basofilia: A basofilia consiste em um aumento dos basófilos e é também uma alteração considerada rara que pode por sua vez, indicar a presença de problemas como asma, sinusite, anemia, colite ou até mesmo a leucemia. Para que se possa realizar a avaliação da quantidade destes componentes no sangue, o médico geralmente pedirá um leucograma, que vem incluído no hemograma.

É importante lembrar de sempre buscar a ajuda de médicos qualificados e eficazes para te ajudar e proporcionar para você o suporte necessário, para isso conte com a Unicallmed quando precisar agendar uma consulta.

Quais são as principais causas de leucocitose?

Mesmo que o número de leucócitos seja alterado devido a algum problema que venha a afetar o corpo e existam causas mais específicas de acordo com o tipo de leucócitos que está alterado, dessa forma, algumas das causas mais comuns de leucocitose incluem:

1. Infecções:
As infecções presentes no organismo, podem ser provocadas tanto por vírus, como pelos fungos ou bactérias, que na maioria das vezes podem causar alteração de algum dos tipos principais de leucócitos e, por conta disso, são uma importante causa de leucocitose.

Uma vez que existem muitos tipos de infecções, o especialista deve fazer uma avaliação dos sintomas presentes e solicitar alguns exames mais específicos para tentar identificar a causa específica da doença, podendo assim solicitar o tratamento mais adequado.

2. Alergias:
As alergias, como asma, sinusite ou rinite, por exemplo, são também uma das causas mais comuns para o aumento do número de leucócitos, especialmente de eosinófilos e basófilos.

Nestes casos, o médico geralmente solicitará um teste de alergias, na tentativa de conseguir descobrir qual é o motivo da alergia, principalmente em casos onde não existem sintomas que possam ajudar no diagnóstico das doenças.

3. Uso de medicamentos:
Alguns medicamentos, como o Lítio ou a Heparina, por exemplo, são “famosos” por causar algumas alterações nas células sanguíneas, de forma mais comum no número de leucócitos, resultando, assim, na leucocitose. Por conta disso, sempre que existe alteração no exame de sangue é fundamental informar isso ao seu médico.

Caso seja necessário, ele vai ajustar a dose do medicamento que você está fazendo uso ou, se for o caso, trocar por outro remédio que tenha um efeito e uma finalidade similar, mas que não cause tanta alteração no sangue.

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário